quinta-feira, 24 de julho de 2008

Amanhã é o dia em que a noite será ilustre

Isso explica o motivo de eu ter “desaparecido” nestas últimas 7 semanas, principalmente depois do dia dos namorados. É que, bem nesse dia, eu me mudei para a casa nova – com escritório novo, de onde escrevo esta satisfação a vocês, leitores.

Todos sabem que junho é corrido, pois nós professores temos de fechar o semestre, o que já é um “bom” motivo para ficar trancado em casa só cuidando das provas, dos trabalhos, das cadernetas, de toda a burocracia que todos, certamente, conhecem. Por causa da mudança, tudo isso ficou um pouco mais corrido, acentuado. Sem falar da faculdade que tem as mesmas coisas, mas comigo do outro lado; o do aluno. Poxa, este ano não houve greve na UNESP, acreditam?

Com a chegada de julho e das merecidas férias do meio do ano, eu, realmente, tirei férias. Pelo menos, no que diz respeito as minhas atividades normais. É claro que fiz alguns serviços (que não costumava a fazer) como pintar calha, limpar piscina, arrumar estante de livros (o que me trouxe uma surpresa muito enorme, minha avó me deu os cinco volumes do Caldas Aulete), decorar a casa, fazer a cama, etc. Acredito que esta é a única maneira de fazer com que eu me desligue do trabalho, já que declarei há algumas crônicas que sou workaholic. Infelizmente, no dia 2, eu perdi alguém muito especial para mim: meu avô materno. Ele foi responsável por quase toda a minha formação (leia-se a formação do caráter e escolar). Nessa situação, pude ver que sou bem parecido com ele, meu grande mentor e herói.

Sim, consegui ler alguns livros e revistas (poucos, confesso) que estavam há muito esquecidos na minha estante. Consegui descansar, dormir cedo e acordar tarde uns dias e não fazer muitas coisas nos domingos. Assisti ao emocionante filme do Vinicius de Moraes e, finalmente, a série inteira de Band of Brothers. Excelente!

Mas o que será que eu quis dizer com “amanhã é o dia em que a noite será ilustre”? Ora, não é nada mais nada menos que o meu enlace matrimonial. Isso mesmo, meu casamento. Espero ver muitos de vocês lá, sei que não é possível ver todos. E fica meu convite especial para um grande amigo e leitor deste blog, o Pablo.

Abraços de alguém muito feliz.

2 comentários:

cadeorevisor disse...

Poxa, Vinícius, só agora li essa maravilhosa notícia!
Espero (e estou certo de que isso acontecerá) que a felicidade que está sentindo agora os acompanhe sempre e que você conduza com harmonia a vida da nova família que está formando.
Daqui de Brasília, tenha certeza, vão muitas energias positivas para vocês.

Grande abraço,

Pablo
http://cadeorevisor.wordpress.com

Vinicius Tomazinho disse...

Antes tarde do que nunca.
Só faz um mês que estou casado.

Contudo, agradeço muito sua visita e ainda mais os seus votos.

Forte abraço.