sábado, 29 de outubro de 2011

Exame, vexame



Esta foto de Emmanuel Cunha (O Estado de S. Paulo) evidencia a precária educação brasileira. Primeiro, por causa do Enem, que é vestibular e avaliação do sistema educacional, mas que, na prática, mostra-se imperfeito: não avalia nem seleciona. Sobram planejamentos e ideias, mas faltam competência e idoneidade aos profissionais envolvidos com o exame. Segundo, porque a foto mostra nitidamente que nossos estudantes não têm uma boa formação. Falta-lhes intimidade com a língua. Observe que eles não sabem a diferença entre “mas” (conjunção adversativa) e “mais” (advérbio ou pronome) e escrevem “O Enem é circo ‘mais’ os alunos não são palhaços!”. É claro que faltou também uma vírgula para separar as orações coordenadas, mas isso parece ser de menos.

Um comentário:

cadeorevisor disse...

É doloroso, Vinicius, ver o resultado da educação. É óbvio que estamos tratando de um erro pontual, mas é só mais um exemplo de que algo está muito errado.
Os próprios profissionais da língua portuguesa ajudamos a desvalorizá-la. Estudamos cada vez menos a nossa língua em nome de algumas modalidades da linguística muitas vezes preguiçosas. O resultado está por aí.

Abraço grande,

Pablo
Cadê o Revisor?