sábado, 19 de abril de 2008

O prefixo "anti"

Quem leu o jornal Estado de São Paulo deste sábado (19 de abril de 2008) deve ter, no mínimo, pensado duas vezes, coçado a cabeça e esfregado os olhos (sem falar dos outros tiques nervosos – que minha aluna teima em chamar de tíquete-nervoso. Só gostaria de saber o que dá para se comprar com isso). Mas por que tudo isso? Porque você deve ter ficado na dúvida quanto à grafia correta de “antiaids”: escreve-se tudo junto ou com hífen?

Esta dúvida surgiu porque na capa do jornal estava escrito o seguinte: “Tratamento gratuito anti-aids [hifenizado] atrai estrangeiros”. Depois, encontramos o seguinte título para o artigo: “Acesso universal a drogas antiaids [tudo junto] atrai estrangeiros para o Brasil”. Então, qual é o correto?

Segundo o próprio Manual de Redação e Estilo do Estadão, o prefixo “anti”

1 — É seguido de hífen quando o segundo elemento começa por h, r e s: anti-histamínico, anti-rábico, anti-séptico, anti-semita. Nos demais casos: antiaéreo, antiespasmódico, antiinflacionário, antiofídico, anticristo, antimatéria, etc.
2 — Use o prefixo sempre com hífen quando ele se ligar a um nome próprio, substituindo a preposição contra: anti-Brasil, anti-Gorbachev, anti-Clinton, anti-EUA, anti-Rússia, anti-Mirage.
3 — Quando anti se liga a um substantivo comum, o adjetivo resultante não tem plural: carros antitanque (e não antitanques), medicamentos antichoque.

Portanto, o correto é “antiaids”, tudo junto.

Quero aproveitar este espaço para derramar uma lágrima em homenagem ao autor deste Manual do Estadão e do livro “Uso do Hífen”, Eduardo Martins, que morreu neste último domingo. O País perdeu mais um artista da língua lusitana.
Um abraço e obrigado pelas lições.

4 comentários:

EBL_ALIEN_INVASION_CONFIRMED disse...

Amigo, sou um Analfabeto
tentando ser escritor, então
se tu digitares o meu nome nos
buscadores, o o meu livro, Brasileiros Atacados por Microondas, encontrarás sérios problemas de ortografia e nem posso dar a disculpa de ser disléxico. Então humildemente analfabeto, estou procurando revisar meu livrinho e me pergunto,
se a forma correta seria ANTIMICRO-ONDAS
, não sei, tenho dificuldades com filologia, poderias me dizer se ANTI + MICRO + ONDAS , resulta em ANTIMICRO-ONDAS? qual é a grafia correta? Se puderes me envia uma dica
no humanrights@bol.com.br
O meu livrinho pode ser baixado do url:
http://www.bubok.pt/libros/304/Brasileiros-Atacados-por-Microondas-atualizado-11-9-2009

Anônimo disse...

Há mta. variação nos ensinamentos. Anti-inflamatório tem grafia de forma distinta nos exemplos de professores. Alguns, afirmam que há hífen, pelo encontro de duas vogais, tal qual micro-ondas.

Vinicius Tomazinho disse...

O fato é que micro-ondas, anti-inflamatório e tantas outras palavras mudaram com a reforma ortográfica. Este post é antigo, muito anterior a dita.

bacchi disse...

Infelizmente essa mudança ortografica mudou pra pior preferem deixar certas palavras regionais fluirem porque presidentes e eleitores não conseguem pronunciar de forma correta !!!!!!!